Vila Torres Digital

A Comunidade Terapêutica Educacional Renascer

Conheça o trabalho social realizado pela CTER, responsável em ajudar a criar o futuro de diversas crianças

| Notícias - 28/08/2012 13:08

A Comunidade Terapêutica Educacional Renascer (CTER) é uma escola diferente. Ela ensina e presta atendimento especial a alunos com Transtorno global do desenvolvimento (TGD), uma categoria de transtornos caracterizados por atraso simultâneo no desenvolvimento de funções básicas, como socialização e comunicação.

Porém, muito mais especial que os alunos em si, são os resultados positivos que a escola possui. Mais de 95% das crianças que frequentam a Renascer possuem evolução significativa e conseguem ingressar no mercado de trabalho.

Com o início das atividades em dezembro de 1994, a CTER é uma ONG que tem por objetivo ensinar e dar inclusão social a jovens e adolescentes com necessidades terapêuticas especiais. O trabalho, que começou com 30 crianças, hoje já conta com mais de 200 (180 que frequentam a escola diariamente e mais 70 em seus domicílios). Elas possuem faixa etária entre quatro e 17 anos, sendo a maioria de baixa renda.

A Renascer presta assistência a crianças de toda a região de Curitiba, e também a algumas que residem na Vila Torres. Elas vêm transferidas muitas vezes de escolas normais ou por direcionamento de órgãos da prefeitura.

Muitas delas, além dos transtornos, possuem diversos problemas familiares. Nesse momento, é dentro da escola que elas encontram o suporte para aprender e crescer. São 52 funcionários, dentre professores e técnicos, que trabalham para tornar o ambiente um verdadeiro lar para os meninos e meninas frequentadores.

Uma caminhada junto com as crianças

É importante ressaltar que as crianças não são tratadas como doentes, mas sim como pessoas que necessitam de uma educação terapêutica, explica a professora Vera Lucia, diretora da escola. “Aqui dentro elas são tratadas como gente e chamadas pelos seus próprios nomes, e desse modo fazemos a ligação deles com eles mesmos”, ratifica Vera.

Nas palavras da coordenadora de Relações Institucionais, Cleude Takeuchi, o trabalho realizado com os jovens “é uma caminhada”. Cleude comenta que, na escola, não existe diferença entre os alunos e todos são tratados de forma igual. Desse modo é possível romper as barreiras e desenvolver os pequenos cidadãos.

 

Dificuldades pelo caminho

Apesar de um grande trabalho, a ONG também enfrenta problemas como qualquer outra. Muitas vezes as fontes mantenedoras (convênios com o governo e prefeitura) não são o bastante para cobrir as despesas. Um grave problema enfrentado é a perda de técnicos. Muitas vezes, devido ao clima frio ou chuvoso e dificuldades de transporte, os alunos acabam não comparecendo. Como a maioria dos técnicos são pagos por atendimento, por meio de fundos públicos, muitos acabam não recebendo o salário mínimo da categoria, o que ocasiona em uma rotatividade grande de funcionários.

Para ajudar em termos financeiros, a Renascer cria eventos periodicamente para arrecadar fundos, como bazares, bingos e bailes. Cleude conta que as festas ajudam bastante na captação de recursos, mas ainda faltam parcerias com empresas. A coordenadora explica que pessoas jurídicas que queiram ajudar o projeto, podem doar dinheiro e deduzir de seus impostos de renda.

Um grande futuro pela frente

Além dos financeiros, os recursos humanos serão muito necessários para o próximo ano, no qual a Escola pretende aumentar. A ideia é primeiramente regularizar o terreno, que atualmente pertence ao Estado. Em seguida, construir uma nova sede, mais adequada para receber os alunos.

A coordenadora pedagógica Claudineia Nogueira ressalta a importância do trabalho realizado na CTER: “Trabalhar com eles é muito bom e gratificante. Não é fácil, mas o resultado de ver a diferença na vida de uma criança faz a caminhada valer muito a pena”.

 

A Comunidade Terapêutica Educacional Renascer está aberta para quem queira conhecer e ajudar. Está localizada na Rua Imaculada Conceição, 983, no bairro Prado Velho em Curitiba. Mantenha-se também ligado no Portal Vila Torres Digital para ficar atualizado nos eventos realizado pela CTER.

Realização: